CIRURGIA PLÁSTICA PORTO

 Cirurgia Plástica Porto
 VOCÊ MAIS QUE ESPECIAL
A porto da plástica é uma empresa especializada em cirurgia plástica e tratamentos estéticos. Contamos com os melhores profissionais para melhor atendê-los.
  LIGUE AGORA !
11 5081-3327
11 5084-0663
 ATENDIMENTO
segunda á sexta: 9h ás 18h
Sábado 9h ás 13h
                              
 Email: cirurgiaplasticaporto@gmail.com RUA MONTE SERRAT, 906 - TATUAPÉ
SÃO PAULO - CEP : 03312-001
 MARQUE SUA AVALIAÇÃO  FALE CONOSCO

Bem Vindo ao maior Portal de Cirurgia Plástica do Brasil, A Cirurgia Plástica Porto é uma especialização da Porto da Plástica que é uma empresa especializada em cirurgia plástica e tratamentos estéticos, aqui você encontrara o melhor em cirurgia plástica e estética de São Paulo e do Brasil.
 
Aqui Você Encontra o que á de Melhor da Cirurgia Plástica de São Paulo e do Brasil.

LIFTING SOMBRANCELHAS

Levantamento das Sombrancelhas.
A região dos olhos é a mais expressiva da face. Dependendo da posição das sobrancelhas e das pálpebras, podem conferir à pessoa uma expressão fisionômica que muitas vezes não corresponde ao seu estado de espírito. Cansaço, aparência doentia, falta de vitalidade ou agressividade são expressões frequentes na face envelhecida, muitas vezes em desacordo com o momento atual do indivíduo.

Muitas vezes a queda da sobrancelha pode simular um falso excesso de pele das pálpebras superiores. Por este motivo esta parte do nosso corpo requer avaliação especializada para que seja indicada a melhor técnica.
Esta cirurgia pode ser associada ao lifting da face, a cirurgia das pálpebras e ao lifting da fronte.

Considerações Técnicas:
A cirurgia é realizada através de pequenas incisões que ficam escondidas no couro cabeludo. Com auxílio do endoscópio, que se assemelha a uma caneta com uma câmera na ponta, conectado a um monitor de tv, se consegue ter uma clara visão das estruturas sob a pele. Com o auxílio de instrumentos específicos são tratados os músculos e reposicionados os tecidos.
A recuperação da videoendoscopia também é mais rápida quando comparada à cirurgia convencional. Os pontos são removidos em uma semana, e em dois dias o paciente poderá voltar a lavar os cabelos.

Tipo de Anestesia:
O Lifting das sobrancelhas é feito com anestesia local, precedida de uma medicação calmante. Como é uma cirurgia superficial, não pede a aplicação de anestesia geral.
Orientações pós-operatórias:
- Mantenha repouso relativo nos 8 primeiros dias.

Cirurgia Plástica Porto








Lifting de Sobrancelhas -  - Cirurgias e Procedimentos - Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

A cirurgia

Consiste na elevação/ reposicionamento dos supercílios, podendo ser realizada por diversas técnicas, que diferem nas vias de acesso (local, através das pálpebras, couro cabeludo, com auxílio de vídeo-endoscopia) e objetivos.

O que a cirurgia não vai fazer?

Não existe cirurgia sem cicatriz(es)! O que existe é a cirurgia bem planejada, com cicatriz(es) final(is) bem posicionada(s), camuflada(s) quando possível em relevos naturais da pele, atingindo resultados pouco perceptíveis.

A cirurgia não anulará os efeitos da gravidade ou o processo de envelhecimento natural, ao longo dos anos, que levam à frouxidão e consequente descenso gradativo dos tecidos.

A cirurgia é indicada para mim?

Após a devida avaliação por Cirurgião Plástico qualificado, as melhores opções serão discutidas com o paciente, e podem ir de tratamentos não-cirúrgicos (toxina botulínica, por exemplo), até a cirurgia propriamente dita.

Nos casos de tratamento cirúrgico, há ainda diversas possibilidades de planejamento, cada uma com suas características, que deverão ser bem esclarecidas.

Quando operar

A programação da cirurgia varia dependendo do grau de ptose dos supercílios, não existindo faixa etária padrão para a indicação do procedimento.

O que esperar da consulta? Esteja preparado para discutir

O cirurgião plástico necessitará saber informações básicas acerca da saúde geral do paciente (história da cicatrização em geral; história de doenças; medicações, vitaminas ou quaisquer outras substâncias de que faça uso – álcool, cigarro, drogas ilícitas; possíveis alergias; cirurgias prévias; história familiar, etc.), bem como sobre suas expectativas e anseios em relação ao procedimento proposto.

Informe seu médico sobre seus problemas de saúde

Seja sincero e não omita informações, mesmo que pareçam bobas. Os mínimos detalhes podem fazer a diferença no resultado final.

Escolha um cirurgião plástico qualificado

Todo cirurgião plástico devidamente qualificado cursou NO MÍNIMO:
• 06 (seis) anos de graduação em Medicina;
• 02 (dois) anos de especialização em Cirurgia Geral;
• 03 (três) anos de especialização em Cirurgia Plástica (em Serviço credenciado pela SBCP).

Ao final deste longo período de formação, faz-se necessária ainda uma avaliação final, englobando análise curricular + prova escrita + prova oral, para que o cirurgião possa enfim receber o Título de Especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Todos os membros da SBCP podem ser encontrados na listagem disponibilizada no site. Informe-se sobre o seu cirurgião!

Onde será realizada a cirurgia?

O procedimento deverá ser realizado em ambiente autorizado pela Vigilância Sanitária, confortável para paciente e equipe médica, podendo variar de estrutura conforme o grau de complexidade da cirurgia planejada.

O que saber antes de se submeter à cirurgia?

• Recomendações pré-operatórias (tempo de jejum, medicamentos ou quaisquer outras substâncias que deverá suspender e com que antecedência, cuidados com o local da cirurgia);
• Tipo de anestesia e tempo de internação programados;
• Necessidade de ajuda no momento da liberação para casa;
• Tempo de repouso;
• Cuidados com a ferida operatória;
• Medicações que serão necessárias;
• Possíveis intercorrências/ complicações.

Riscos da cirurgia e informações de segurança

Todo e qualquer procedimento cirúrgico envolve riscos. Estes serão minimizados pela correta avaliação pré-operatória, planejamento cirúrgico e cuidados pós-operatórios adequados. Entre as possíveis intercorrências/ complicações, podemos citar:

• Sangramento/ hematoma (acúmulo de sangue internamente);
• Infecção;
• Cicatrização ruim (hipertrofia, quelóide, retrações, alterações de cor);
• Alterações de sensibilidade;
• Assimetrias;
• Reação aos produtos utilizados (fios de sutura, fitas, soluções injetáveis);
• Complicações inerentes ao ato anestésico;
• Necessidade de novo procedimento cirúrgico.

Informações sobre cicatrizes e linhas profundas

A cicatrização é um processo complexo e cheio de peculiaridades dependentes da natureza de cada um. Apesar de todos os cuidados competentes ao cirurgião, algumas vezes os resultados finais obtidos ficam abaixo do esperado. Converse com seu cirurgião e esclareça dúvidas, evitando frustrações e buscando possíveis alternativas para os resultados insatisfatórios.

Etapas do procedimento

Anestesia:
Poderá ser local, regional, com ou sem sedação e até mesmo geral, na dependência do procedimento proposto e do risco cirúrgico do paciente. Cirurgião, anestesista e paciente deverão conversar e definir a opção mais confortável e segura para todos.

Cirurgia:
O planejamento do ato cirúrgico varia na dependência da técnica pretendida. O tratamento da região frontal e supercílios pode ser realizado por incisões que fiquem escondidas no couro cabeludo (com ou sem o auxílio de vídeo-endoscopia), rentes à linha de implantação dos cabelos, camufladas em sulcos já existentes na região frontal, utilizando o acesso palpebral superior, rentes ao supercílio.

O tratamento completo poderá incluir ressecções/ reposicionamentos musculares e de pele, fixações com fios (absorvíveis ou inabsorvíveis), parafusos cirúrgicos e/ou outros dispositivos. Diferentes tipos de trações teciduais podem ser realizadas com o intuito de suavizar rugas frontais/ glabelares ou reposicionar supercílios.

O fechamento das incisões pode ser realizado com fios (absorvíveis ou inabsorvíveis), grampos e complementado com cola ou fitas cirúrgicas. Drenos poderão ser ou não utilizados.

Recuperação pós-anestésica:
Após o ato operatório, o paciente continuará sob efeito de algumas das medicações realizadas durante a cirurgia, sendo o tempo de recuperação variável dependendo do tipo de anestesia. São feitos analgésicos, que, se preciso, continuarão sendo utilizados pelo paciente em caráter domiciliar, para maior conforto e controle da dor.

O tempo de internação varia na dependência da cirurgia realizada. No momento da liberação, o paciente deverá receber todas as devidas prescrições e orientações com relação aos cuidados domiciliares e data prevista de retorno para reavaliação.

Recuperação pós-operatória
Após a cirurgia, o local operado ficará sensível, dolorido, avermelhado. Poderá ocorrer eliminação de pequeno volume de líquido pela ferida ou formação de crostas (“casquinhas”), sensação de “repuxar”, dormência e algum inchaço.

Siga as orientações do seu cirurgião: evite atividades físicas que forcem o local operado, realize as trocas de curativo conforme as recomendações, faça uso das medicações prescritas corretamente, proteja a cicatriz do sol pelo tempo determinado, etc.

Um resultado final de boa qualidade é resultado de adequada técnica cirúrgica + fatores orgânicos próprios de cada paciente + devido manejo pós-operatório.

Você precisará de ajuda

Converse com seu cirurgião. Dependendo do tipo de cirurgia e anestesia planejados, pode ser importante que alguém lhe acompanhe, pelo menos nas primeiras horas após o procedimento.

Resultados

A longo prazo…
Toda cirurgia acarreta cicatriz(es). Dentro do possível, respeitando as características e necessidades do tratamento, as cicatrizes são planejadas de maneira a ficarem em posições que diminuam a tensão sobre seus bordos, facilitando a cicatrização, e/ou camufladas em relevos existentes na pele.

A cicatrização é um processo complexo e cheio de peculiaridades dependentes da natureza de cada um. Alterações mais (fase inicial) ou menos (mais tardiamente) aparentes continuam a ocorrer mesmo após meses da realização do procedimento. Uma cicatriz final de boa qualidade é resultado de adequada técnica cirúrgica + fatores orgânicos próprios de cada paciente + devido manejo pós-operatório.

A retirada de suturas/ grampos de pele será completada por volta de 10-14 dias da operação. Geralmente, após essa fase inicial, o paciente encontra-se em condições de retornar às suas atividades diárias de rotina, com pequenas restrições.

O inchaço poderá demorar várias semanas para desaparecer por completo, bem como algumas equimoses (manchas roxas). Nesse período, produtos cosméticos/ protetor solar poderão ser utilizados, mascarando feridas e protegendo áreas ainda sensíveis à radiação UV.

Hábitos saudáveis e uso regular de filtro solar são fundamentais para a preservação dos resultados e manutenção de uma aparência mais jovem.

O custo pode incluir…

• Honorários do cirurgião;
• Equipe cirúrgica (médico anestesista, cirurgião(ões) assistente(s), instrumentação);
• Internação em Hospital/ Clínica;
• Materiais extras e/ou medicamentos;
• Enfermagem particular;
• Tratamento complementar pós-operatório.

Sua satisfação vale mais que os custos da cirurgia

Lembre-se que sua saúde está em jogo. O resultado do procedimento, bom ou ruim, lhe acompanhará pelo resto da vida. Procure um cirurgião devidamente qualificado e exija que sua cirurgia seja realizada em acomodações seguras. No final das contas, o barato pode sair caro.


Elevação de sobrancelhas

As sobrancelhas produzem sombra para os olhos, proteção contra a transpiração,  a poeira e o suor que descem da testa. Além disto, desempenham um importante papel na mímica facial por meio da contração de seus músculos.

Fatores como exposição ao sol, genética, saúde geral e idade, determinam dois eventos distintos:

1) O relaxamento do suporte occipito-gáleo-frontal (músculo frontal);

2) O aumento da força dos músculos corrugadores, prócero, depressor do supercílio e orbicular  dos olhos.

Esses dois eventos favorecem o direcionando das sobrancelhas para baixo e para o centro. Inicialmente, ocorre a queda da sobrancelha lateralmente (cauda). Posteriormente,  o que se observa é a queda na sua porção medial e central. Paralelamente, a perda de elasticidade e o aprofundamento das linhas de expressão determinam o aparecimento de rugas e sulcos mais profundos.

A ritidoplastia e a blefaroplastia corrigem o excesso de pele da face e das pálpebras, porém a ptose (queda) das sobrancelhas e as rugas frontais e glabelares permanecem inalteradas após estes procedimentos. Por isso, o Lifting Frontal superior da face deve incluir a elevação das sobrancelhas.

Hoje, existem vários métodos para executar este procedimento. Eles variam desde técnicas mais simples com cortes mínimos dentro do couro cabeludo com pontos de suspensão,  até processos mais complexas com incisão coronal extendida dentro do couro cabeludo. Entre estes extremos, temos ainda a frontoplastia endoscópica e a cirurgia de ressecção de pele acima das sobrancelhas.

No homem, a possibilidade de calvície limita alguns tipo de incisões pois elas têm a tendência de permanecer aparentes.

Independentemente do tipo de técnica, o tipo de anestesia mais recomendável é o local com sedação, que é bastante eficaz e seguro. A alta hospitalar pode ocorrer no mesmo dia, em casos de evolução normal.

Habitualmente, só utilizamos o ambiente hospitalar para execução dos procedimentos, pois a maioria deles tem CTI.

Se você apresenta alguma queixa descrita acima, agende uma consulta especializada e tire todas as suas dúvidas.

Dúvidas frequentes

Elevação das sobrancelhas – Ritidoplastia Frontal – Lifting da testa Masculino

1)    O que é a cirurgia de ritidoplastia frontal? Para que serve?

Ritidoplastia frontal é a cirurgia plástica da parte superior da face. Tem como objetivo reduzir ou atenuar os efeitos do envelhecimento sobre a pele desta região, bem como elevar ou reposicionar a altura das sobrancelhas.

2) O que é preciso considerar antes de se submeter a uma ritidoplastia frontal?

A ritidoplastia frontal pode deixar a aparência mais jovem ao tornar o semblante mais leve. No entanto, ela não pode criar uma aparência diferente, nem restaurar a saúde ou vitalidade da pele. Rugas profundas são apenas amenizadas com a tração da pele.

3)    Que tipo de pessoa é candidato à ritidoplastia frontal?

O melhor candidato para cirurgia de lifting frontal é um homem cuja pele da fronte começa a cair juntamente com as sobrancelhas. A faixa etária em que essa cirurgia é mais comum está entre 40 e 60 anos, mas nada impede que ela seja realizada aos 70 ou 80 anos.

4)    Em que casos a ritidoplastia frontal é indicada?
A elevação de sobrancelhas é indicada quando há flacidez na pele da testa, aumento do esforço para abrir os olhos, presença de rugas finas ou profundas – paralelas em cima e verticais entre os olhos –, queda da sobrancelha sobre os olhos, entre outros.

5)    Como é a primeira consulta?
As queixas são expostas enquanto as fotografias tiradas durante a consulta são observadas. Todas as possibilidades de correção são levantadas conforme a força muscular na região, a distribuição de pelos na linha capilar anterior, a posição da sobrancelha e a qualidade da pela – se tem rugas finas ou profundas.

5)    É possível rejuvenescer 10 anos?
O conhecimento dos limites anatômicos determina a eficiência do procedimento. Na verdade, não é possível voltar dez ou vinte anos no tempo, mas sim modelar o contorno e harmonia facial. A qualidade da pele continua sendo o fator preponderante para que isso seja viável.

7)    A pele fica muito esticada?
Os novos conceitos em ritidoplastia frontal não permitem grandes trações sobre a pele. Acredita-se que o mais importante é conferir um resultado mais próximo do natural, de forma a evitar o estigma dos olhos esticados e arregalados. O reposicionamento correto das sobrancelhas é o segredo de um bom resultado.

8)    Que outras cirurgias podem ser feitas junto com a ritidoplastia frontal?
Blefaroplastia (cirurgia das pálpebras), lipoaspiração da região cervical, rinoplastia (cirurgia do nariz), lipoenxertia (enxerto de gordura), implante capilar, implante de prótese em queixo, maçã do rosto e ângulo da mandíbula, cirurgia craniomaxilofacial (avanço ou recuo do queixo ou do terço médio da face), dermoabrasão e mais.

9)    Quais procedimentos estéticos podem ser associados?
Infiltração de substâncias sintéticas preenchedoras, toxina botulínica, peeling químico, laser facial e cervical (Fraxel/ CO2/ Quantun), entre outros.

10)    Quanto tempo demora a cirurgia de lifting frontal?
Cada face demanda um planejamento cirúrgico individualizado. Nele é traçada uma associação de técnicas, um conjunto de manobras. O tempo estimado varia de acordo com cada cirurgia e pode durar entre três e seis horas.

11)    Como é a anestesia?
Na maioria das vezes é realizada a anestesia local com sedação. No entanto, em casos isolados pode-se optar pela anestesia geral.

12)    Como o planejamento cirúrgico é feito?
O Minilifting é totalmente personalizado, ou seja, para cada face existe uma combinação de técnicas que irão corrigir os problemas de forma mais adequada. O tratamento do terço superior da face pode ser realizado por técnicas bastante simples ou bastante complexas. Cada uma tem um resultado.

13)    Onde ficam posicionadas as cicatrizes dessa cirurgia?
Geralmente, as incisões podem se localizar imediatamente a frente da linha do cabelo – dois a três centímetros de cada lado –, dentro da região capilar ou coronal, imediatamente acima das sobrancelhas ou de cada lado na região temporal. O tamanho de cada uma varia de acordo com o tipo de acesso.

14)    Como a cirurgia é realizada?
Cada abordagem no tratamento da região frontal atinge um tipo de resultado. Existem técnicas mais simples, como a suspensão com fios, e mais complexas, como  a incisão coronal intracapilar ou a ritido endoscópica). Entre esses extremos existem possibilidades intermediárias como a incisão pré-capilar reduzida.

15)    A suspensão com fios corrige a queda da sobrancelha?
Através de um corte pequeno dentro do cabelo pode se reposicionar uma parte da sobrancelha – geralmente o terço lateral. Não há tratamento da musculatura, por isso o resultado também não pode ser considerado duradouro.

16)    Por que a incisão coronal é a cirurgia mais complexa da fronte?
Com essa abordagem é possível tratar seletivamente todos os músculos da região frontal, além de reposicionar as sobrancelhas e corrigir diretamente as proeminências ósseas da região orbital acima dos olhos. É a cirurgia que confere resultado mais duradouro.

17)    Como é o curativo da ritidoplastia frontal?
Logo após o término do procedimento é feito um curativo com algodão, gaze e faixa para manter os tecidos manipulados protegidos e aquecidos. Este curativo é retirado no dia seguinte à cirurgia. Na alta hospitalar é recomenda-se usar um lenço e óculos escuros.

18)    Quais são as intercorrências mais comuns em uma ritidoplastia frontal?
Edema (inchaço) na face, equimoses (manchas roxas) ao redor dos olhos, na região da bochecha e do pescoço, dor discreta, perda transitória da sensibilidade e endurecimento natural abaixo da pele descolada.

19)    Que intercorrências raras podem decorrer desse procedimento?
Hematoma, deiscência da sutura (abertura dos pontos), necrose da pele (morte do tecido), reações alérgicas, alterações cicatriciais (clareamento ou escurecimento, hipertrofia, queloide ou alargamento), paralisia facial temporária ou permanente, queda da sobrancelha, assimetria de sobrancelha e alterações permanentes da sensibilidade.

20)    O face lift oferece algum risco?
Quando a ritidoplastia é executada por um cirurgião plástico qualificado, as complicações podem ser menos frequentes e, usualmente, menos graves. Os riscos diminuem ainda mais com a presença de um anestesista experiente. Felizmente trata-se de intercorrências raras e seu risco não é maior que o de sofrer um acidente de carro.

21)    Em que posição é recomendável dormir nos primeiros dias após a cirurgia?
Recomenda-se dormir com a cabeça discretamente elevada em relação ao leito apoiada sobre um travesseiro, em um ângulo de cerca de 30 graus. É fundamental manter-se com a face voltada para cima, nunca lateralmente.

22)    Quanto tempo após o procedimento é permitido tomar sol?
Aconselha-se aguardar um período mínimo de 90 dias antes de tomar banhos de sol na praia ou na piscina com o intuito de bronzear-se. Em qualquer outra situação, é necessário usar filtro solar fator 60.

23)    O resultado imediato é definitivo?
Não. São necessários alguns meses para que a pele acomode as estruturas internas modificadas. O edema (inchaço) após a ritidoplastia frontal é prolongado e o resultado final começa a aparecer entre seis meses e um ano e meio após a cirurgia.

24)    Que situações podem interferir no resultado da cirurgia?
Desobediência às recomendações e restrições médicas, fatores relacionados com a capacidade de defesa, da resposta alérgica e cicatricial intrínseca, fatores genéticos, traumas mínimos, manipulação excessiva, hábitos alimentares e comportamentais como cigarro, medicamentos proibidos, drogas ilícitas, entre outros.

25)    Durante quanto tempo é necessário fazer manutenção da cirurgia?
O fator decisivo para a manutenção do resultado reside na escolha da técnica cirúrgica e na elasticidade dos tecidos – pele, músculos e ligamentos internos.  A cirurgia não para o envelhecimento, apenas retarda um pouco esse relógio.

Recomendações pré-operatórias

  1. Somente pinte o cabelo três dias antes ou 20 dias depois da cirurgia.
  2. Obedeça às instruções dadas para o dia da cirurgia.
  3. Em caso de gripe ou resfriado , comunique até dois dias antes da cirurgia.
  4. Evite a ingestão de bebidas alcoólicas e alimentação copiosa no dia anterior a cirurgia.
  5. Evite usar medicamentos a base de ácido acetílsalicílico, ou fórmulas para emagrecer, até 10 dias antes da cirurgia.
  6. Compareça em jejum absoluto de no mínimo 8 horas e não traga objetos de valor para o hospital.
  7. Dirija-se ao local da cirurgia com um acompanhante.
  8. Leve todos os exames, inclusive o de risco cirúrgico, com termo de autorização para cirurgia e a declaração de recebimento dos termos devidamente assinados no dia da cirurgia.

Recomendações pós-operatórias

  1. Evite esforços no dia da cirurgia, inclusive caminhadas longas ou subir escadas.
  2. Permaneça deitado com cabeceira elevada a 30 graus ou sentado nas primeiras 24 horas. Levante e movimente-se em casa, mas evite grandes esforços.
  3. Evite deitar de barriga para baixo ou de lado por 30 dias.
  4. É recomendável fazer compressas de gelo em sacos plásticos sobre a face, de 5 em 5 minutos, nas primeiras 48 horas.
  5. Não se exponha ao sol com intuito de se bronzear por um período de 90 dias. Se for inevitável, use bloqueador solar.
  6. Obedeça à prescrição médica.
  7. Volte ao consultório nos dias e horários estipulados.
  8. Evite alimentos quentes ou que exijam mastigação excessiva nos primeiros dias. Dê preferência a sopas mornas, sorvetes, sucos, gelatina e iogurte.
  9. Consulte o manual informativo sobre a sua cirurgia quantas vezes forem necessárias. Nele você encontrará essas e outras orientações essenciais para a sua recuperação.
  10. Não se preocupe com as formas intermediárias nas diversas fases, pois no início o rosto ainda está inchado.
  11. Tire suas dúvidas com o médico. Evite sensibilizar-se pelas opiniões dos amigos nesta fase inicial.

Cirurgia Plástica nas Sobrancelhas

Cirurgia Plástica nas Sobrancelhas (Antes e Depois)

Com o passar dos anos, nossa face sofre a ação da gravidade, o que pode fazer com que a ponta da sobrancelha desça, dando um aspecto triste ao rosto. A cirurgia plástica nas sobrancelhas é um procedimento simples que confere a face um semblante mais leve e jovem.

Se na testa, faz-se a retirada das rugas de expressão, nas sobrancelhas a principal indicação é para regularizá-las ou para erguê-las, principalmente na parte lateral. Levantar a cauda das sobrancelhas dá um ar mais alegre ao rosto. Existem vários tipos de procedimentos, todos para erguer os cantos.

A cirurgia de sobrancelha faz a elevação da cauda parcial ou total, sendo possível observar a exposição da borda palpebral, logo acima dos cílios, característica da juventude. A correção pode ser planejada com incisões junto à implantação do cabelo ou logo acima das sobrancelhas e o resultado é uma aparência mais descansada.

Pode ser realizada em conjunto com a ritidoplastia (lifting de face), com a blefaroplastia (cirurgia de pálpebras) e com o lifting de pescoço. Ao tratar as rugas frontais, entre as sobrancelhas, é possível melhorar significativamente a região próxima aos olhos.

A Cirurgia Plástica nas Sobrancelhas:

São duas as opções cirúrgicas - a cirurgia Castañares, batizada com o nome do médico que inventou a técnica.

O cirurgião plástico explica que no procedimento é feito um corte na linha das sobrancelhas para a retirada da pele e assim levantar o canto das sobrancelhas. A técnica, que é muito eficaz, age diretamente no local e tem efeito bem visível. A cicatriz fica praticamente imperceptível no contorno da sobrancelha.

O procedimento não tem grandes traumas, nem deslocamentos e incha pouco. É uma cirurgia pequena, que pode ser feita no consultório, com anestesia local. O resultado é imediato. Tem duração maior do que com toxina botulínica, já que a pele é retirada. Os pontos são removidos de sete a 10 dias.

De acordo com o cirurgião  a outra forma de erguê-las é através de um corte por dentro do couro cabeludo, fazendo o que é chamado de lifting de sobrancelha. Feita a incisão, solta-se a pele até as sobrancelhas, levantado-as. É uma cirurgia um pouco mais agressiva, porque a incisão é bem maior, porém também tem excelentes resultados.

Toxina botulínica:

Segundo o cirurgião a aplicação de toxina botulínica ajuda bastante a corrigir as sobrancelhas caídas. Levanta bem o canto das sobrancelhas. Feito com algumas picadinhas no próprio consultório, demora de três a quatro dias para fazer efeito e dura de quatro a seis meses. A anestesia é local e o paciente pode voltar para casa na mesma hora.

Duração da Cirurgia:

O cirurgião realiza todas as suas cirurgias com toda atenção e calma possível. Seguindo um plano cirúrgico individualizado minuciosamente para cada paciente, usando toda sua capacidade técnica e recursos para chegar ao melhor resultado possível, e só então, a cirurgia pode ser finalizada. O cirurgião só deixa o centro cirúrgico quando tem certeza que atingiu ao máximo, o resultado desejado.

Nossas Especialidades em Cirurgia Plástica
A Cirurgia Plástica Porto, é uma especialização da Porto da Plástica que é especializada em Cirurgia Plástica e Estética.
A cirurgia plástica se desenvolve sob duas facetas: a cirurgia plástica reparadora e a cirurgia plástica estética. 
A cirurgia plástica reparadora tem como objetivo corrigir lesões deformantes, defeitos congênitos ou adquiridos. É considerada tão necessária quanto qualquer outra intervenção cirúrgica.
A cirurgia plástica tem por objetivo a reconstituição de uma parte do corpo humano por razões médicas ou estéticas.
A cirurgia plástica estética é aquela realizada pelo paciente com o objetivo de realizar melhoras à sua aparência. A pessoa quando se submete a tal intervenção cirúrgica não a faz com intenção ou propósito de obter alguma melhora em seu estado de saúde, mas sim para melhorar algum aspecto físico que não lhe agrada, ou seja, corrigir uma deformidade que ela adquiriu ao nascimento por exemplo, como uma orelha proeminente ou em abano, outro caso como uma mama flácida que pode lhe dificultar um relacionamento afetivo. Situações que não lhe causam prejuízo da ordem funcional, mas sim de ordem psicológica. Atualmente, as duas cirurgias plasticas estéticas mais realizadas no Brasil são a lipoaspiração e o implante de prótese de silicone nos seios.
Em qualquer cirurgia plástica, pretende-se que a zona afetada mantenha o seu funcionamento e, na medida do possível, um aspecto natural; há também cirurgias em que o objetivo é não a aparência natural, mas de formas temáticas, como os famosos casos.
A Porto da Plástica foi criada com o objetivo de levar a cirurgia plástica ao alcance de todos.
O padrão de qualidade Porto da Plástica cresce e evolui cada vez mais graças à vocês, pois já foram atendidas milhares de pacientes, todas com sucesso e extrema satisfação.
É por isso que trabalhamos sempre com os melhores profissionais para que possamos continuar a oferecer serviços de altíssima qualidade.
As cirurgias são realizadas em Hospitais especializados de alto nível.
Os médicos são membros da sociedade brasileira de cirurgia plástica.
O atendimento com o seu consultor é personalizado e único, proporcionando uma relação agradável entre paciente e médico, em um ambiente muito confortável e tranquilo.
Consulte formas de parcelamento com cartão ou cheque.
A Porto da Plástica existe há 8 anos, para você que pensa em melhorar o seu visual, autoestima e corrigir pequenos detalhes em seu corpo que incomodam.
Somos uma empresa diferente na grande procura em cirurgia plástica e especializada neste segmento.
Aqui você terá um atendimento diferenciado, compare custo x benefício.
Segundo pesquisas, o Brasil é a segunda procura mundial em realizações de cirurgias plásticas e com base nestas estatísticas a Porto da Plástica só trabalha com excelentes médicos e todos membros da sociedade brasileira de cirurgia plástica, com Hospital de alto nível, visando sempre a qualidade e ebm estar dos nossos pacientes. 
Marcando sua avaliação sem compromisso com o médico, você passará por um consultor comercial, que fará simulações de planos de parcelamento com cartão ou cheque se for o caso.